· · ·

Nova esquerda e minorias são pautas das redes sociais dos candidatos à Prefeitura pelo PSOL

logo eleições

A candidatura do Psol marcou duas estreias para uma disputa majoritária: a de Fernanda Melchiona, depois de uma década de vereança na cidade e entrada na política partidária do  ex-árbitro e comentarista de futebol, Márcio Chagas como vice candidato. A reportagem fez o monitoramento das redes sociais da chapa no período de 7 a 12 de outubro de 2020. Fernanda Melchionna possui mais de 82 mil seguidores no Instagram, 132 mil no Facebook e 104 mil no Twitter. O candidato a vice, Chagas, possui mais de 21 mil no seu Instagram, 2,4 mil no Facebook e quase 2 mil seguidores no Twitter. Além das mídias dos dois candidatos, a chapa explorou um site e um cadastro para convite para participar de um grupo de WhatsApp. 

Manuela, líder de seguidores nas redes, vai para o segundo turno em Porto Alegre

logo eleições

Com mais de 4,4 milhões de seguidores nos perfis do Instagram, Facebook, Twitter e Youtube, a escritora e jornalista, Manuela D’Ávila (PcdoB), é a candidata à Prefeitura de Porto Alegre com maior atuação e engajamento nas redes e conquistou vaga no segundo turno, pouco atrás do candidato do MDB, Sebastião Melo. Diferente das edições anteriores, esta eleição desafia os candidatos a promoverem a maioria das atividades de campanha de forma virtual, devido às medidas de prevenção à Covid-19.

Sebastião Melo : os desafios de levar a relação comunitária para dentro das redes digitais

logo eleições

Sebastião Melo já foi vice-prefeito e chegou a assumir a prefeitura quando o então prefeito José Fortunati saiu para concorrer ao governo do Estado. Conhece os bairros e as comunidades e promete soluções para os problemas da cidade. O desafio é construir essa relação sem a visita presencial. Segundo seus estrategistas, tem um eleitorado mais velho em suas redes sociais, mas que interage e comenta nas suas postagens.

As estratégias digitais do prefeito bom de briga

logo eleições

Nélson Marchezan Júnior foi bem ativo no cenário digital, fazendo desse segmento uma das principais áreas de sua campanha

Porto Alegre viveu um processo eleitoral diferente. Por conta da pandemia as ações tiveram dinâmica e datas diferentes. A votação, que normalmente ocorre em outubro, foi realizada em 15 de Novembro. O segundo turno, ocorre apenas 14 dias depois, no dia 29. Neste cenário, a propaganda eleitoral também sofreu modificações, aumentando assim a importância da internet como divulgação de plataformas de campanha.

· · ·