· · ·

Jornalismo Científico

Anabolizantes: um mal necessário?

anabolizantes saude2Anabolizantes: um perigo para os usuários. Foto: Divulgação/TodaPerfeita Os esteróides anabolizantes, também conhecidos como “bombas”, são drogas relacionadas ao hormônio masculino testosterona, que é fabricado pelos testículos. Eles têm a propriedade de aumentar os músculos e por esse motivo são procurados por pessoas que querem melhorar a performance e a aparência física.

Os usuários se dopam para aumentar a força e o desempenho. Mas, até o momento, não há nenhum estudo científico que comprove que essas drogas melhorem a capacidade cardiovascular, a performance física e a agilidade. As vias de uso dos esteróides anabolizantes são através de injeções ou tomados na forma de comprimidos, inclusive com a intenção de melhorar sua forma física, as pessoas acabam ingerindo substâncias até para cavalos.

Desde o início do uso, na década de 60, os usuários fazem a ingestão de maneira absurda, desde a utilizar doses elevadas, até a misturar vários tipos de anabolizantes. No mês passado, na cidade de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, um jovem de 26 anos morreu, por causa do uso excessivo dos anabolizantes para cavalos. O jovem ingeriu o medicamento chamado de Equi-Bost, um remédio recomendado por médicos veterinários para melhorar a potência dos cavalos de corrida.

Uso veterinário

O médico veterinário do Hipódromo do Rio Grande do Sul, Ivo Vargas explica o motivo pelo qual os cavalos de corrida são submetidos a ingerirem estes medicamentos: “Nós receitamos os anabolizantes para os cavalos de corrida quando ocorre uma perda muito elevada de peso nos animais, devido aos exaustivos trabalhos diários de treinos, ou ainda indicamos os remédios quando o animal está comendo pouco e demonstra uma falta de apetite”.

Mas em algumas ocasiões estes medicamentos afetam o sistema nervoso dos cavalos, por causa do excessivo esforço nas corridas, o que gera um desgaste maior e que pode levar até a morte do animal. Segundo Vargas, no Hipódromo gaúcho isso ainda não aconteceu. Mas alguns apostadores das corridas de cavalos, que são chamados de turfistas, perguntados sobre este fato, revelam que isto já ocorreu muitas vezes, não só no Rio Grande do Sul.

O esforço excessivo dos cavalos nas corridas quando estão remediados com anabolizantes faz com que aconteça um sangramento nas narinas e o animal vem a falecer por hemorragia. O veterinário explica que a venda dos anabolizantes deve ocorrer apenas com receita médica, mas infelizmente não é o que acontece e treinadores acabam comprando em doses exageradas para os cavalos.

Os medicamentos podem ser encontrados em qualquer farmácia com produtos veterinários. Os mais conhecidos são: Stanozolol, Boldenona e o Testoviron.

Em academias

Valendo-se desta facilidade para a compra dos esteróides, o instrutor de academia A. S., 33 anos, que prefere se manter em sigilo, revela que é usuário há 15 anos. A.S. iniciou seu ciclo de remédios com seis semanas de uso, quando ingeriu os anabolizantes mais conhecidos, que são: Deca Durabolin, Durastenon e o Hemogenim. Seu peso inicial era de 70 kilos, ao fim do ciclo das seis semanas A.S. estava pesando 78kg.

O usuário explica o motivo que o levou a usar os medicamentos: “A partir da segunda semana eu já estava notando resultado, estava ficando mais musculoso, decidi usar anabolizantes justamente por isso, para um aumento de minha massa muscular, força e estética”.

Mas pelo contrário nem tudo foi positivo para A.S., que ao mesmo tempo percebia alguns efeitos colaterais que os esteróides exerciam em seu corpo, como a retenção de líquidos, mau humor e acne. Ele recomenda um bom acompanhamento médico, fundamental para evitar problemas de saúde.

Matéria produzida na discipina de Jornalismo Cientifíco. Professora responsável: Michele Limeira.

· · ·