· · ·

Jornalismo Econômico

Refeição por R$ 1,00

almoco 1realO projeto Restaurantes Populares oferece almoço por apenas R$ 1,00. Foto de Emmanuel DenauíMais de mil refeições por dia são servidas através do programa Restaurantes Populares, implantados nos municípios com mais de 100 mil habitantes, por meio da cooperação entre o Governo Federal, o Distrito Federal e os governos locais, desde 29 de dezembro de 2004. Os RP's, como são conhecidos, procuram atender, prioritariamente, a trabalhadores formais e informais de baixa renda, desempregados, idosos e populações em risco social dos centros e periferias urbanas.

O objetivo é prestar serviço público para promoção do direito humano à alimentação adequada dos trabalhadores. Desde 2005, Porto Alegre tem dois Restaurantes Populares: um deles é administrado pelo Estado e pelo Centro Social e Cultural Evangélico Bethel de Pelotas. O outro é mantido com os recursos da empresa Vonpar Alimentos, em parceria com a Puras Alimentos, constituindo-se uma iniciativa de empresas privadas, como ação de responsabilidade social.

O Restaurante Popular de Porto Alegre é mantido com os recursos do Estado e supervisionado pelo Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (DESANS) do RS e por um grupo gestor da ONG Bethel. Segundo a chefe de divisão da Secretaria da Justiça e Desenvolvimento Social (SJDS), Simone Matos dos Reis, no Restaurante Popular a refeição sai por R$ 1,00 e serve-se, em média, 900 refeições ao dia.

Conforme a supervisora do Restaurante Popular Vonpar, Ângela Oliveira, chega-se a fornecer por dia cerca de 330 refeições. "Como o restaurante é voltado ao público mais carente, moradores de rua, aposentados, crianças de rua, muitas vezes essa é a única refeição que eles têm no dia. A realidade é triste", conta. Por trabalhar desde o início da implantação do restaurante, Oliveira fala que conhece a maioria dos frequentadores e que muitas vezes, alguns não têm todo o dinheiro para pagar a refeição. "Às vezes, eles não têm R$ 1,00 para pagar, mas acabamos deixando passar, não tem como não dar a comida. Sabemos que o dinheiro é contado", comenta. Segundo a supervisora, o cardápio é sempre variado: "Sempre servimos arroz, feijão, um acompanhamento, carne, salada e um copo de coca-cola".

A realidade é parecida no Restaurante Popular de Porto Alegre. Entretanto, a nutricionista Etiene Rewel afirma que o cardápio não é muito variado, porém oferece refeição balanceada. "Não tem muita opção, pois a verba é curta. Servimos sempre o arroz e o feijão, além de um complemento, que pode ser uma batata ou um outro legume, carne e uma salada. "Não conseguimos colocar legumes todos os dias", observa. A aposentada Maria do Carmo Medeiros, 73, frequentadora do restaurante, diz que a comida é muito boa, mas "bem que poderiam melhorar a carne".

Outra sugestão é dada pelo guardador de carros da rua Albeto Bins, Renato Alexandre da Silva, 43. Ele gostaria que o restaurante abrisse aos sábados e domingos. "Seria muito bom se abrissem no final de semana e se dessem café da manhã e janta", sugere.

A nutricionista ressalta que o Restaurante Popular de Porto Alegre não tem nenhum tipo de doação e que parcerias com empresas e ou instituições seriam bem-vindas. Segundo ela, a ideia é oferecer a refeição com um preço baixo e não simplesmente dar, mas sim fazer com que voltem a ter um papel ativo na sociedade. "Muitos vêm aqui e acham legal poderem pagar o almoço para um amigo. O foco do restaurante é atender as pessoas que estão à beira da sociedade, mas muitos são trabalhadores e por opção almoçam aqui", afirma Rewel. O total dos recursos gastos pelo Estado e pela entidade gestora soma em torno de R$ 3,8 mil ao mês.

Endereços e horários de funcionamento

Restaurante Popular de Porto Alegre
End.: Rua da Conceição, 165 – Castelo Branco
Bairro: Centro - Porto Alegre
Horário: 2ª a 6ª feira, das 11h às 14h
Preço: R$ 1,00

Prato Popular Restaurante Comunitário RS- Vonpar
End.: Av. Polônia com rua Santos Dumont
Bairro: Navegantes - Porto Alegre
Horário: 2ª a 6ª feira, das 11h30 às 13h30
Preço: R$ 1,00

Matéria produzida na disciplina de Jornalismo Econômico. Professora responsável: Michele Limeira

· · ·