· · ·

Jornalismo Ambiental

A energia solar em terras brasileiras

solvoltA energia solar aos poucos vai conquistando lugar no Brasil. Foto: divulgaçãoConsiderada uma energia alternativa renovável e de menor impacto ambiental, a energia solar aos poucos vai conquistando lugar no Brasil. Segundo informações distribuídas no site do Ministério do Meio Ambiente, dados do relatório “Um banho de sol para o Brasil”, do Instituto Vitae revelam que o Brasil recebe anualmente por volta de 1013 MW por hora de energia solar, o equivalente a 50 mil vezes do consumo anual de eletricidade.  E isto ocorre graças à localização e extensão territorial do Brasil. Ainda conforme dados concedidos pelo trabalho, a radiação solar no Brasil é de 8 a 22 MJ/m² durante o dia, sendo que esses valores variam entre os meses de maio e junho, que é de 8 a 18 MJ/m².

Com base nessas informações, surge, então, a pergunta: por que o Brasil não investe mais em energia solar? Em pesquisa feita pela consultoria Ernst & Young, o ranking de países que investem em energias renováveis mostra que o Brasil ocupa a 10ª posição. No índice, as energias mais investidas no país são: biomassa e eólica, com respectivamente 54 e 52 pontos cada; a energia solar vem na terceira posição com 48 pontos. Não é uma boa colocação, dado que o território ocupado pelo país é cheio de riquezas naturais, e de quebra com um clima ideal para esse tipo de energia. A verdade é que ainda se tem um custo muito alto para se obter a energia do sol, os painéis solares ainda não fazem parte da realidade do povo brasileiro, contudo, já são vistos prédios comerciais e residenciais também, apesar de serem uma minoria, em várias partes do país com placas instaladas no terraço. Para se ter uma noção, segundo dados da revista Exame, atualmente o painel solar mais em conta no mercado custa em torno de 20 mil reais. Um preço ainda salgado para se optar pelo investimento. Também é verdade que existem formas mais em conta de se obter a energia solar ou “termosolar”, como, por exemplo, os coletores solar, entretanto servem apenas para aquecimento de água.

Com tantos aspectos positivos acerca da energia solar, não é possível compreender que a falta de investimentos nesta forma de energia limpa do sol ocorra em função dos valores. Mas é grande a expectativa por uma tecnologia que possa baratear os painéis solares, a fim de não dependermos da energia elétrica que hoje nos abastece, podendo, então nos livrarmos da já antiga   conta de luz mensal! 

Matéria produzida na disciplina de Jornalismo Especializado I, com ênfase em Jornalismo Ambiental, Rural e Científico.
Professora responsável: Lisete Ghiggi

· · ·