· · ·

Cidadania

Jogos Olímpicos do Rio 2016

jogos 1Foto:Portal Transparência do Governo do Brasil

Segundo informações publicadas na Matriz de Responsabilidades dos Jogos Olímpicos do Rio-2016, a competição custou um total de R$ 41,3 bilhões.

Apenas como exemplo, R$ 778 milhões destes recursos foram destinados às instalações esportivas do Parque Olímpico, que fica localizado na Barra da Tijuca.

Já o Estádio Olímpico João Havelange, conhecido como Engenhão e construído em 2007 para os Jogos Pan-Americanos, teve o investimento na casa de R$ 45 milhões em reformas. Tudo para se adequar aos padrões da Olímpiada. Detalhe que a prefeitura municipal do Rio de Janeiro teve que bancar este valor da reforma do estádio, inaugurado há apenas 10 anos, e já reformado.

Mas nem todos os investimentos feitos para a competição saíram dos cofres públicos. Cerca de R$ 60 milhões foram gastos na reforma do Sambódromo e foram bancados por empresas privadas.

E é por isso que Eduardo Paes, prefeito do Rio na época, justificou que a competição foi muito rentável. Afinal, contou com um valor relativamente baixo de investimento com estádios.

Mesmo que estes valores tenham ultrapassado os R$ 700 milhões, o governo fluminense gastou R$ 65 bilhões com saúde e educação naquele ano.

"Gastamos em estádio 1% do que gastamos em saúde e educação," explicou.

Mesmo assim, diante destes dados, o site Diário do Brasil fez um cálculo interessante: tomando como base que uma casa popular custa R$ 60 mil, daria para construir 611 mil 666 casas apenas com os valores investidos pelo governo na competição.

Seria possível construir mais de 7 mil escolas públicas ou até 1595 hospitais por todo o país.

· · ·