· · ·

Jornalismo Ambiental

Um caso de miopia comunitária

{vimeo}4273273{/vimeo}

Uma das vantagens na globalização é que o problema de um é de todo o mundo. Já não ignorarmos que uma alteração ambiental em um hemisfério afeta o outro hemisfério. Em tempo real nos envolvemos com o que acontece à fauna e à flora em todo a Terra. Temos mesmo de ficar de olho nela que, afinal, é a nossa casa.

Jornalismo Econômico

De volta para o passado

economia especial 20090721Roupas antigas são destaque em brechós. Foto: DivulgaçãoNo século XIX, quando o comerciante português Belchior criou uma loja de roupas usadas, a idéia parecia absurda: afinal, quem compraria roupas antigas e de procedência duvidosa? Desde lá, muito tempo se passou, e as, antes famigeradas, lojas de peças usadas — hoje chamadas brechós, em homenagem ao comerciante precursor — se tornaram mania entre descolados e entendidos em moda. Nos últimos anos, com a volta das tendências retrô, as lojas ganharam status de antiquário e os preços em muito aumentaram.

Jornalismo Científico

Os perigos do senso-comum

20090706 especializ pandolfiDrogas: Atitudes novas e temerárias vem sendo foco de muitas discussões na sociedade moderna. Foto: ArquivoAlvo de discussões acaloradas por parte de usuários, simpatizantes e pessoas contrárias à legalização da droga, o uso da maconha é um tema recorrente nos debates políticos e vem à tona sempre que são discutidas as possíveis soluções para a violência urbana. A droga chegou a ser uma verdadeira linha de crédito para quadrilhas que começaram a se formar a partir da segunda metade do século 20, mas hoje a relação entre o tráfico de drogas e a violência urbana já não é tão visível como foi há poucas décadas.

Jornalismo Científico

Maconha, uma arma em punho

fumando maconha 450A questão da legalização e a consequente liberação da maconha provoca polêmica na opinião pública, gera pauta para os meios de comunicação e estimula discursos acirrados na ordem do dia em ambientes políticos. Divididos numa espécie de plenários de debates, cidadãos e entidades do país inteiro, munidos de argumentos e contra-argumentos, posicionam-se como favoráveis ou não, como se vencendo um ou outro lado, a questão estaria resolvida.

· · ·