· · ·

Semana Acadêmica

Saúde em debate na abertura oficial

229Laura Medina emociona com sua espontaneidade. Foto de Daiana Berto

A abertura oficial da Semana Acadêmica Lifestyle na Comunicação, na última quinta-feira (22/10), contou com a presença de personalidades ligadas ao jornalismo, publicidade e propaganda e à saúde.

Integraram a mesa de debates, a publicitária Deise Blanco, que atua no planejamento da Agência Paim Comunicação, a jornalista e apresentadora do programa Vida e Saúde da RBS TV, Laura Medina e a professora e coordenadora do curso de Nutrição do Centro Universitário Metodista IPA, Magda Ambros.

A publicitária Deise Blanco, que há três anos atua na Paim, iniciou a sua fala aos acadêmicos e professores, que ocupavam o Auditório da Biblioteca, com um relato sobre a sua opção pelo curso de Publicidade e Propaganda, inspirada em amigos e pessoas que conhecia na área. E quando o tema se encaminhou para os valores que se agregam a uma marca, ela enfatizou: “marca não pode visar só lucro e sim cumprir um papel na vida das pessoas”. E complementou: “deve fazer sentido”.

Deise também destacou a importância de encaixar a marca na realidade da vida de cada pessoa, e explicou que um bom profissional de PP deve descortinar diferentes mundos. Para ela, um projeto não toma rumo sem que seja alinhado a um propósito que faça parte da ambição do cliente.

Na sequência, a jornalista Laura Medina falou sobre os 12 anos do programa ‘Vida e Saúde’, da RBS TV, cujo objetivo é pautar assuntos relativos à qualidade de vida, bem como discutir temáticas voltadas à saúde. O programa conta com o suporte de qualificados profissionais do meio, que embasam as matérias.

A apresentadora ressalta que hoje em dia muitas pessoas sem formação em Jornalismo atuam nos meios de comunicação. Entretanto, apesar das dificuldades, acredita na importância da profissão. Para ela, o jornalista precisa ser um profissional ético com a responsabilidade de trazer informações precisas de fontes confiáveis, “A gente precisa dessa capacidade de estar sempre refletindo e atento, para divulgar uma matéria com responsabilidade. Temos sempre que checar as informações”.

Sob a perspectiva dos nutricionistas, a professora Magda Ambros abordou dois tópicos que relacionam a comunicação à nutrição: a propagada de alimentos para o público infantil e a divulgação de informações científicas. “Os comerciais focam muito em alimentos calóricos e saborosos, algo que geralmente é vetado por nutricionistas”. Magda fez referência aos relatórios da Organização Mundial da Saúde (OMS), os quais ressaltam a importância de restringir a exposição das crianças à publicidade de alimentos de baixo valor nutricional. Ela também destacou o papel da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que combate a venda de alimento infantil associada a brinquedos.

Com relação à divulgação de informações cientificas, a professora criticou alguns estudos, nos quais a pesquisa de campo sem observar critérios e circunstâncias em que os dados são colhidos. Magda trouxe o exemplo de uma pesquisa recente que apontou o chocolate como alimento emagrecedor. No entanto, destacou que o resultado não foi conclusivo, pois envolveu apenas 20 pessoas.

A nutricionista também fez menção aos profissionais de publicidade que precisam ‘vender’ certos produtos não são saudáveis ao organismo. E sugeriu que além da publicidade haja uma orientação ao consumidor.

 

Fotos de Daiana Berto

  • fabricio braga
  • fabricio braga

 

Cobertura online

Postar comentário

0
  • Nenhum comentário encontrado

· · ·