· · ·

Fórum

Empreendedorismo e inovação são destaque no Fórum do Comung

Trat3Foto de Moisés Machado

Empreendedorismo e inovação foram as palavras que conduziram a abertura do IV Fórum de Gestão e Inovação do Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung), com o tema Constituição e Gestão de Ambientes de Inovação e Empreendedorismo.

O evento realizado no Auditório Oscar Machado, do Centro Universitário Metodista IPA, reuniu representantes de 15 universidades de todas as regiões do Estado do Rio Grande do Sul e palestrantes do Brasil e do exterior, com o objetivo de dividir experiências e debater o papel das instituições no ambiente em que se encontram.

Na abertura, a reitora do Centro Universitário Metodista IPA, Profa. Dra. Anelise Coelho Nunes agradeceu a presença de todos e falou da satisfação do IPA estar sediando o evento e discutindo temas relevantes para o futuro das instituições comunitárias. Em seguida, o presidente do Comung, Prof. Dr. Martinho Luís Kelm, destacou a importância das instituições de ensino no desenvolvimento de um país e que esta deve ser consciente do seu papel perante à sociedade. “País rico não é aquele onde todos possam andar de carro, mas sim aquele que até os rico andem de transporte público”, disse Martinho, que também é reitor da Unijuí.

Na sequência, a primeira palestra trouxe por título Ambientes de inovação como vetores para o desenvolvimento sustentável. O ministrante foi o espanhol Paco Negre, presidente do Valência Ciência Parks Network (rePCV) e da Comissão de Finanças da Associação de Parques de Ciência e Tecnologia da Espanha (APTE). Na abordagem trouxe o relato sobre a experiência a frente destes dois órgãos.

Sucedendo a Negre, o Prof. Dr. Cléber Prodanov, pró-reitor de Inovação da Feevale discorreu sobre a Era Digital. no tempo atual e nas constantes mudanças propiciadas por isso. Prodanov lembrou que não é possível resolver os problemas de hoje com as ideias de ontem. E, ainda, frisou da importância da inovação no ensino acadêmico. Direcionando-se ao colega que o antecedera, disse: “nós ainda formamos [alunos] para que sejam empregados, Paco. A maioria [das instituições] não forma para ser empreendedor”. O professor, ainda, ao falar da 4ª Revolução Industrial, lembrou que o mundo que se vive está em movimento, em ação e é fragmentado. Após criticar instituições que ainda atuam de forma arcaica, com olhos no passado, encerrou: “O mundo estar mudando e vai mudar mais. A universidade tem que estar a frente nesse processo, não atrás”, disse.

Após a pausa para almoço as atividades foram retomadas com a palestra Os programas de pós-graduação stricto sensu e o paradoxo da performance acadêmica e o impacto social, com o Prof. Paulo Barone, secretário da SESu\MEC. Em sua abordagem trouxe a relação do meio acadêmico com o meio social onde se encontra e, por vezes, criticou a forma como o ensino é realizado no Brasil, destacando a necessidade de atualização nos métodos.

Por fim, a última atividade do primeiro dia de fórum foi a Mesa Redonda Experiências de constituição de ambientes de inovação e empreendedorismo. Para o debate, reuniram-se o Prof. Luciano Meira, Ph.D. em Educação Matemática pela Universidade da Califórnia (Berkeley/EUA), mestre em Psicologia Cognitiva e bacharel em Pedagogia. Apresentou a experiência do Porto Digital de Recife, um dos principais parques tecnológicos e ambientes de inovação do Brasil, atuante na área de software e serviços de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e Economia Criativa (EC). Além disso, abordou o papel das universidades frente a estes processos. Acompanhando a mesa, Prof. Paulo Roberto Boff, diretor da Agência de Gestão, Desenvolvimento Científico, Tecnologia e Inovação da Unisul – Agetec. Ele contou a experiência das instituições de ensino superior da ACAFE na constituição de ambientes de inovação tecnológica. Participou, também, o Prof. Luis Enrique Lichowski, Ministro do Novo Ministério da Indústria da Província de Misiones, na Argentina, que discursou sobre a experiência do município de Posadas.

 

Na sexta-feira, no último dia de Fórum, a programação ocorre a partir das 9 horas e conta com a seguinte programação

Palestra: Dos parques científicos e tecnológicos aos ecossistemas de inovação – Desenvolvimento social e econômico na sociedade do conhecimento, com o Prof. Jorge Audy, Presidente da Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores - ANPROTEC
Palestra: Inovação e Empreendedorismo em Smart Cities: o caso de Barcelona, com o palestrante Prof. Josep Miquel Piqué, Vice-Presidente do IASP | Barcelona | Espanha

Palestra: O marco legal da Ciência, Tecnologia e Inovação, com o Prof. Fernando Peregrino (COPPE/UFRJ)
Mesa Redonda: Tropicalizando as experiências da Missão Comung. O debate conta com reitores que participaram da Missão Comung à Espanha sobre as possibilidades de aplicação das experiências visitadas na Espanha para o Brasil, além da participação do Prof. Paco Negre.

 

Fotos de Moisés Machado

Trat1

Postar comentário

0
  • Nenhum comentário encontrado

· · ·