·

·

· · ·

Geral

Alunos da Comunicação contam como é encarar a Monografia e o Projeto de Negócios

banca alessandro davilaFoto: Giulian Cavalli

Cursar a faculdade é um desafio, com tantos trabalhos e provas. Mas, sem dúvidas, as mais temidas avaliações são o Trabalho de Conclusão de Curso e a Monografia. O Multiverso acompanhou as bancas dos cursos de Jornalismo e de Publicidade e Propaganda para saber como é vivenciar essa etapa fundamental da graduação e contar se eles são tão terríveis assim.

É comum ouvir daqueles que cursaram ou estão cursando essas disciplinas, as dificuldades e sacrifícios que se faz durante esse período. O clima é tão tenso que acaba por preocupar, inclusive, aqueles que ainda não chegaram lá. O estudante de Publicidade e Propaganda, Alessandro Davila, foi um dos que ficou preocupado com toda essa atmosfera que se cria ao redor dos TCCs e das monografias. Ele admite que fazer a monografia foi um trabalho árduo e cansativo e que, às vezes, teve vontade de desistir, mas, explica que a experiência não é tão tenebrosa quanto mencionam. “Conforme você vai produzindo o trabalho, ele toma forma e se transforma no que você planejou desde o começo”, disse.

banca jessica gamarra rodriguesFoto: Giulian Cavalli

A estudante de Jornalismo, Jéssica Gamarra, conta que os meses dedicados a monografia foram bem difíceis. Ela passou noites e finais de semana se dedicando ao projeto. “Apesar de tudo, após a entrega do trabalho, você sente que ficou mais forte e capaz. Além disso, você percebe que consegue ir mais longe e fazer muito mais”, comenta. Ela diz que não pensava em continuar na área de pesquisa científica, todavia, vendo os resultados do seu trabalho, o interesse surgiu. “A minha monografia foi indicada para se tornar um artigo e ser publicado. Eu posso, inclusive, dar continuidade nesse tema em um Mestrado”, complementa.

banca camila boanovaFoto: Giulian Cavalli

É evidente que a monografia não é um trabalho qualquer. Ela exige muita dedicação, conhecimento e esforço do aluno. Contudo, não significa que não possa ser uma experiência prazerosa. “Mesmo sendo desafiador, eu gostava muito do assunto e, por isso, eu aprendi muito mais”, relata a estudante de Publicidade e Propaganda, Camila Boanova. Ela ressalta que é importante que o aluno goste do tema, pois ele vai precisar ler muito sobre aquilo, caso contrário, vai ser horrível fazer a pesquisa.

“Os erros mais comuns entre os alunos é não cuidarem das normas da ABNT”, declara a Profa. Ms. Maristela Franco.  Ela que participou das bancas de Monografia do curso de Publicidade e Propaganda e Jornalismo, manifesta que cometer esse erro ocasiona desconto de pontos. “Ainda assim, os alunos deixam o cuidado com a ABNT de lado. É preciso dar atenção para essa parte”, expressa. A professora sugere que os alunos assistam às bancas dos colegas. “É ótimo para se observar os critérios de avaliação, o que é ponderado entre os avaliadores e também, para mudar o pensamento que o processo da banca é um monstro”, observa.

banca andressa erik carlosFoto: Giulian Cavalli

A Profa. Ms, Maria Melão esteve nas bancas de monografia e TCC (quando os alunos planejam a criação de um negócio em Comunicação) do curso de Jornalismo. Ela elogia os alunos, pois estão apresentando cada vez mais, pesquisas qualificadas e de alto nível, além de explorarem temas não usuais como o jornalismo em quadrinhos. Em relação ao TCC, ela comenta que alguns alunos já estão colocando em prática o projeto. “É muito bom, uma vez que mostra o entendimento de que empreender é valioso, é um caminho”, finaliza.

Um dos alunos do TCC, o estudante de Jornalismo, Carlos Alonço percebeu a importância de ter outras perspectivas de mercado. “Eu não tinha interesse em abrir uma empresa. Entretanto, após passar um ano trabalhando no TCC, vejo outra oportunidade na comunicação que não seja em um veículo”, discorre. Alonço expõe que a maioria dos TCCs feitos são sobre assessoria de imprensa. Embora seja um bom segmento para o jornalista, ele indica que os colegas tentem outras áreas de atuação. “Pensar em outras possibilidades pode expandir o alcance no mercado. Uma ideia inovadora, se for boa, certamente poderá ter êxito no futuro”, informa.

Postar comentário

0
  • Nenhum comentário encontrado

Rádio IPA ao vivo

· · ·