· · ·

Geral

Nancy Vianna: simpatia e foco no mercado publicitário

nancybFoto de Daiana Berto

Formada em Publicidade e Propaganda em 2008 pelo IPA, casada há 22 anos com um administrador de empresas ipaense e mãe de uma estudante de 20 anos que cursa Biomedicina na instituição: Nancy Vianna é a nova coordenadora do curso de Publicidade e Propaganda. Com esse histórico, não há dúvidas de que ela acredita no ensino do Centro Universitário e, em especial, na Igreja Metodista.

Simpática, de bem com a vida, Nancy ressalta que, da época da faculdade até os dias atuais, a graduação em Publicidade e Propaganda do IPA evoluiu consideravelmente. “Eu verifico hoje a prática na ênfase do curso, que é o marketing. Vejo que abrange muito mais, está com um contexto mais atualizado”. Esse desenvolvimento, segundo ela, está atrelado ao próprio mercado, que exige um crescimento profissional cada vez maior e obriga as faculdades a ter um diferencial de atuação.

A escolha pela profissão foi uma decisão pensada. Começou a carreira em um estágio na Agência de Publicidade do IPA (Aeipa), mas é na docência que encontra seu maior prazer. Desde o início, Nancy queria praticar uma forma de propagar ideias, evocar emoções, instigar as pessoas, criar um universo diferenciado. Além de profissionais qualificados, ela frisa que cabe aos publicitários expandir o viés social da área. “Persuadir não é dizer ‘compre isso’, mas sim mostrar o que é bom. Um persuadir diferente”, explica.

Ela tem particular interesse por autores que estudam design thinking, além de citar entre suas preferências o messias da profissão, Philip Kotler. É na cristandade, contudo, onde encontra a pessoa que influencia diretamente sua vida. “Cuido para ter o olhar de Jesus Cristo em todas as coisas”. Isso se traduz em estender mão, aceitar que as pessoas erram e procurar auxiliá-las na vida.

Nas horas vagas, gosta de tomar chimarrão em família, passear e correr. Recentemente, entretanto, passou a seguir uma nova doutrina: aprender mais sobre aquilo que não gosta, permitindo-se uma imersão em novas descobertas. Há poucas semanas no novo cargo, saúda a acolhida que teve de professores, alunos e demais membros do Centro Universitário Metodista. Ela indica que a comunidade está integrada e isso se reflete tanto nos planos pedagógicos quanto no convívio diário com colegas de trabalho.

Sobre a perspectiva integrada dos cursos de Comunicação Social, Nancy é enfática. “Integrar é muito importante. Agora, consigo ver que essa integração está vindo para a prática”. Ela destaca o desenvolvimento – já em andamento – do Laboratório de Comunicação do IPA (Labcom), proposta que vai impulsionar os projetos dos alunos, além de colocá-los em constante contato com o mercado. Dessa maneira, estabelece como metas para sua gestão a continuidade do “bom trabalho que vinha sendo desempenhado”. Aproximar-se do corpo discente, trazendo parcerias de fora, também aparece entre seus objetivos.

Decidida, manda uma mensagem ao grupo de alunos, mostrando como as coisas funcionarão sob sua gestão.

“Queridos alunos, não se conformem, ou seja, não se moldem! Busquem a renovação, o aperfeiçoamento, a inovação. Por mais difícil que pareça a caminhada, saibam que vocês podem ser agentes de mudança onde estiverem inseridos e propiciar conexões mais humanas, solidárias, cooperativas, profissionais e éticas. O mundo conta com vocês. Nós confiamos em vocês e sabemos que serão idealizadores de grandes coisas. O fato de sonhar pequeno ou grande dá o mesmo trabalho, a diferença está na projeção e concretização desses sonhos, que, mesmo na sua simplicidade, gerem impactos transformadores, mudanças de vida, de comportamento, de envolvimento, e despertem o interior de vocês e de todos à sua volta! Contem conosco, nós contamos com vocês!”.

Postar comentário

0
  • Nenhum comentário encontrado

· · ·