· · ·

Jornalismo Cultural

Kombi na rede, literalmente um veículo de comunicação

kombiFoto: Martha DiasDurante muitos anos, a Kombi foi o utilitário considerado ‘a queridinha do Brasil’. Por força de um decreto, que obrigava a existência de freio tipo ABS e airbag frontal duplo em veículos automotores, a Kombi deixou de ser fabricada. A ‘despedida’ foi repleta de histórias emocionantes. Mas, isso não quer dizer que as raridades foram extintas. O Multiverso esteve no Festival Deslocamentos4D, que ocorreu no espaço Vila Flores de Porto Alegre, no final do mês de abril. Conhecemos de perto um projeto que é a cara da Kombi: uma equipe de comunicação que utiliza o veículo como estúdio de TV e que transmite uma programação AO VIVO sobre 4 rodas.

A Kombi foi criada nos anos 50. Da língua alemã, quer dizer veículo multiuso. Ela tem grande capacidade de carga e pode transportar mercadorias ou pessoas, sendo versátil ao ponto de se transformar no ganha pão de muitos brasileiros. Não é à toa que a Kombi desperta uma nostalgia em certas pessoas. Ela pode ser barulhenta e pouco confortável, mas tem charme e traz liberdade e identidade para o proprietário moldá-la como bem entender. Pensando nisso, os idealizadores do Kombi na Rede não tiveram dúvidas: o utilitário se encaixa na proposta de levar voz aos eventos culturais de Porto Alegre.

A ideia central do projeto é realizar programas de WebTV, cobrindo eventos sociais e culturais, ao vivo na internet e nas redes sociais. “O projeto visa convidar as pessoas a participarem, enviando sugestões de atividades e eventos que possibilitem enxergar Porto Alegre com outros olhares”, explica Gabriel Galli, apresentador do Kombi na Rede.

pessoasFoto: Martha Dias

A equipe recebe convidados para um bate-papo e faz entrevistas no ambiente aconchegante e descontraído da Kombi. A linha editorial é voltada para a cobertura de eventos de cultura e movimentos de rua, mostrando diversidade e apostando em pautas que normalmente não têm espaço na mídia tradicional.

Recentemente, em razão da crise de segurança pública em Porto Alegre, foi criada a hashtag #PoaValeaPena, para mostrar que a cidade tem coisas boas acontecendo, mesmo que a situação atual não seja a mais favorável. O projeto vem dando certo, explica Galli. De acordo com a equipe, a divulgação de movimentos culturais já alcançou mais de 1 milhão de pessoas nas redes sociais, com vídeos e postagens sobre o tema.

lugarFoto: Martha Dias

 

Quem são

O projeto Kombi Na Rede nasceu no ano passado, na esteira de iniciativas da Braskem, patrocinadora do Virada Sustentável de Porto Alegre. A ideia associou as produtoras Joner Produções e a Gabinete Produções Culturais, que realizaram a cobertura da primeira edição do evento. A apresentadora foi a jornalista Carol Anchieta, repórter do programa Jornal do Almoço, da RBS TV. A equipe cobriu também, o Sarau Deslocamentos que ocorreu na UFRGS, em 2017.

Links interessantes:

Kombi Na Rede: http://www.kombinarede.com.br/quem-somos/

Virada Sustentável de Porto Alegre: https://www.viradasustentavel.org.br/

Postar comentário

0
  • Nenhum comentário encontrado

· · ·