· · ·

Ética

Ética e Legislação na ponta da língua dos acadêmicos

jornalismo investigativo Jornalismo Especializado no Multiverso IPA/ Foto:Ilustração por Martha Dias

Alunos da disciplina de Ética e Legislação do curso de jornalismo criaram matérias singulares e excelentes –no sentido mais literal da palavra. O desafio proposto foi de que escolhessem uma pauta e levantassem informações e dados por um dos canais possíveis da Lei de Acesso à Informação. O sentido foi averiguar como esses canais funcionam, na medida em que o acesso à informação se inscreve como um direito, vinculado à qualidade da democracia, e está materializado justamente na implantação dessa lei. Também foi um exercício de investigação e apuração para eles. E de identidade de um jornalismo que pretende vigiar o poder. As dificuldades foram muitas para levantar os dados e conseguir respostas, mas algumas descobertas são surpreendentes.

“A disciplina permitiu debates muito enriquecedores ao longo do semestre”, afirma a Prof. Drª Sandra Bitencourt. Desde a discussão conceitual sobre ética e moral até os aspectos deontológicos da profissão, analisando casos acontecimentos e condutas da imprensa sob os conceitos trabalhados. Foram abordados ainda aspectos correlatos, como o direito à comunicação, o direito à informação, a mídia e os direitos humanos. Nesse aspecto, os alunos empreenderam uma investigação jornalística utilizando canais da lei de Acesso à Informação, o exercício aqui exposto. “Um experimento, rico e revelador das dificuldades em obter informação”, destaca Sandra.  

Confira o depoimento dos alunos, sobre a construção das matérias:

Aluno do jornalismo, João Fernando Soares

“A minha matéria retratou o drama que os comerciantes da Avenida Tronco estão enfrentando. Prejuízo devido às obras da via que iniciaram antes da Copa do mundo e ainda não foram concluídas. Por conta disso, os comerciantes perceberam que, as obras não terminadas, afastaram os clientes que ali frequentavam. Conversei com moradores e comerciantes do bairro. Pela lei de acesso à informação fui no site da prefeitura de porto alegre para ver se tem alguma resposta, mas o site é completamente fora dos padrões. Primeiro que para solicitar a informação você tem que preencher um cadastro que é impossível de finalizar. Segundo, que o único link que tinha sobre a Copa não tem nenhuma informação. Simplesmente dá para um outro assunto que não tem nada a ver com a Copa.”

Aluna Bruna Fernandes

“Eu estava fazendo uma reportagem sobre violência contra as mulheres para uma outra disciplina e pesquisando e lendo muitas coisas sobre. Então, eu encontrei uma matéria sobre a eficácia da Lei Maria da Penha no estado de Pernambuco. Comecei a me perguntar sobre a Patrulha da Maria da Penha no Rio Grande do Sul e resolvi pesquisar sobre a eficácia dela aqui no estado. Foi muito interessante e pretendo retomar a pesquisa para que meu trabalho tenha uma conclusão: se a Patrulha ajuda ou não as mulheres vítimas de violências.”

Aluno Carlos Alonço

“Eu me inspirei no tema sugerido pela Prof. Sandra, em tratar de questões de transparência da prefeitura, quando percebi que já estávamos em período de uma nova Copa do Mundo e as obras da Copa de 2014 ainda não estavam prontas. Percebi como o governo maquia as informações e não oferece transparência aos cidadãos, realizando uma matéria onde não consegui todas as informações necessárias, justamente pela falta de transparência. Foi muito interessante fazer esse trabalho, mesmo sem uma conclusão de fato.” 

Acesse as matérias produzidas pelos alunos!

http://multiversoipa.metodistadosul.edu.br/jornalismo/portfolio-jornalismo/jornalismo-especializado

Postar comentário

0
  • Nenhum comentário encontrado

· · ·