· · ·

Egressa de Turismo do IPA conclui mestrado na Espanha

AXET5009Foto: Arquivo Pessoal

Na pesquisa em que fez uma comparação entre as Rotas do Vinho de Málaga e do Vale dos Vinhedos, considerando aspectos da promoção turística, a turismóloga Karina Enrich concluiu o Mestrado. A egressa do curso de Turismo conquistou o título de Mestre pela Universidad de Málaga, na Espanha.

Karina explica o Enoturismo, também chamado de turismo do vinho, “é aquele em que o vinho é uma parte essencial da proposta. A cultura, a arquitetura, a paisagem e o próprio vinho são adicionados a uma proposta que busca transmitir a essência de uma região através de sua ligação com o produto vitivinícola”.

LXWF6907Foto: Arquivo Pessoal

Ela comenta que sua dissertação teve como foco principal ressaltar e diferenciar os atrativos do Enoturismo entre as Rotas da Espanha, especificamente na cidade de Ronda, e o Vale dos Vinhedos, na Serra Gaúcha. “Em grande parte, vimos resultados muito semelhantes entre as rotas. Elas apresentam atividades culturais, festivais típicos, mostra da gastronomia local, degustação de vinhos, paisagens naturais e passeios pelas vinícolas. Porém, observamos pequenas diferenças nas questões de extensão territorial e de investimentos de setores público e privado. Verifiquei que há menos investimento na rota espanhola, que tem a maior extensão territorial”, destaca.

Sobre a experiência estudar no exterior, Karina diz que voltou ao Brasil com a bagagem cheia de vivências e novos aprendizados. “Foi uma troca de conhecimentos onde tive a oportunidade de mostrar para colegas e professores espanhóis que o Brasil também produz vinhos de altíssima qualidade e que aborda e comanda muito bem o Enoturismo, o que para muitos causou curiosidade. Infelizmente, os vinhos nacionais ainda não têm seu devido valor fora do Brasil”, relembra.

BKBG9162Foto: Arquivo Pessoal

O Prof. Dr. Guilherme Bridi, coordenador do curso de Turismo do IPA, comenta que é um orgulho saber que egressos estão conquistando o mundo, ao mesmo tempo que não esquecem suas raízes, “O estudo desenvolvido pela Karina é uma prova concreta de que mesmo tendo a oportunidade de estudar em outro país, os alunos não deixam de lado sua cultura, uma vez que sua pesquisa traça um comparativo entre a realidade Brasil versus Espanha, no tocante às rotas de Enoturismo”, disse.

Ele ainda ressalta a importância do surgimento de iniciativas semelhantes. “Que nossos alunos egressos cada dia mais, busquem recursos para se consolidar como profissionais diferenciados na atuação nos mais diversos setores que compõem o turismo”.

Postar comentário

0
  • Nenhum comentário encontrado

· · ·