· · ·

Por onde anda Moisés Machado?

por onde anda capa materia 04

Moisés Machado, ou Moiza para os mais chegados, é o primeiro entrevistado da retomada do Por onde anda?. A editoria vai trazer o perfil de alunos dos cursos de Jornalismo, de Publicidade e Propaganda e de Turismo que estão fazendo a diferença no mercado de trabalho.

 

Bacharel em Jornalismo, formado em julho de 2018, pelo Centro Universitário Metodista IPA, Moisés lembrou como trilhou seu caminho.  Hoje, ele ocupa o cargo de chefe de edição na RDC TV.

Formado em Gestão de Empresas, antes de se aventurar no Jornalismo, trabalhava na área administrativa. “Não ganhava mal. Mas, eu vivia engomadinho, o que não é muito a minha praia, atendendo cliente, aquela coisa burocrática e rotineira”. Porém, ressaltou que não se sentia realizado na profissão. “Tive que decidir: ou eu foco nisso, ganho dinheiro e de repente morro com trinta anos ou eu vou fazer algo que eu realmente goste e me identifique”.

 Por sempre ter gostado de rádio, leitura e escrita, o percurso natural foi em direção ao Jornalismo.  No ano em que decidiu mudar de carreira, acabou perdendo a prova do ENEM, mas no ano seguinte, por insistência e incentivo de sua mãe, foi fazer o exame. Com 920 pontos na redação, conquistou então, o 1º lugar das bolsas ofertadas pelo IPA em 2014. “Depois do resultado, ela ainda me disse: ‘Viu? Eu te falei! Sempre acreditei mais em ti, do que tu mesmo!’ Daí, tive que ficar quieto”, recordou emocionado.

Moisés lembra que, durante os primeiros semestres do curso, buscou aprimorar seu texto. Já no terceiro semestre, iniciou o programa de rádio Pré-aula, veiculado na Rádio IPA, junto com outros colegas. “A gente trazia um pouco de notícia, música, piadas, entre outras coisas. Era uma brincadeira séria que nos acrescentou certa bagagem”. Depois, já estagiando no Multiverso, partiu para as produções em vídeo, onde roteirizava, gravava e editava os conteúdos para os quadros Por onde anda? e Aluno Destaque. Dessa forma, no final do curso, ele já dominava diversas técnicas da profissão.

Pouco antes da formatura, Moisés recebeu o convite, feito pelo Prof. Dr. Fábio Ramos Berti, na época diretor de jornalismo na RDC TV, para ocupar a vaga de editor de imagens na emissora. Ele começou a trabalhar no veículo de comunicação em junho de 2018 e em novembro, assumiu a coordenação do setor. “Sempre vesti muito a camisa, sempre abracei tudo e me doei. Por que, quando tu tens paixão por aquilo que faz, não se torna um fardo”. Hoje, Moises coordena uma equipe de seis editores, dos turnos manhã e tarde. “A gente reestruturou o setor, trouxemos o designer, o videografista, reestruturamos também a questão da captura”, salientou.

Atualmente, ele também está trabalhando na criação de dois projetos literários. Um livro de contos, gênero apreciado pelo jornalista que é fã de Nelson Rodrigues. E o outro, ainda em fase de pesquisa, será sobre as formas de relacionamentos não convencionais. “A ideia é desmistificar, falar sobre o assunto, trazendo a visão de dentro para fora. Por que, para mim, esse é o papel do jornalismo, contar sob a ótica de quem vivencia a história”, explicou.

Ele recorda que durante o curso, tinha claro que o sucesso profissional depende do próprio aluno, que precisa absorver ao máximo o que o professor traz e continuar a formação através de uma educação continuada, sempre em busca do aprofundamento. De acordo com ele, o mercado é difícil e competitivo, onde só existe espaço para aqueles que se empenham e se dedicam. “Não se contente com o básico, por que o básico é a média e a média é medíocre”. Para finalizar, Moisés deixa um conselho para os estudantes de Jornalismo: “Seja apaixonado, seja polivalente e acredite que é capaz. Busque a excelência e tenha paixão por aquilo que faz”.

Postar comentário

0
  • Nenhum comentário encontrado

· · ·